Os 12 arquétipos e as empresas

Olá, tudo bem?

 

Vou colocar algumas situações aqui e quero que você pense se alguma vez já desejou alguma delas. Combinado?

 

Já teve vontade de pertencer a algum grupo?

Quis ser independente ou conseguir autorrealização?

Desejou obter estabilidade e/ou controle?

Pensou em contar com uma grande habilidade ou correr riscos?

 

Pois é. Com certeza você já desejou algo dentro destes 4 pontos.

Carl Gustav Jung (1875-1961), psiquiatra suíço, criador da psicologia analítica e fervoroso estudioso dos comportamentos humanos, foi um grande difusor do conceito dos arquétipos.

 

Antes de continuar a leitura, saiba que a gente preparou um podcast especial sobre esse tema com o especialista Anderson Siqueira, da Consense. Clique aqui e ouça agora.

 

Os arquétipos são conjuntos de características, símbolos e padrões que existem no inconsciente coletivo desde que nos entendemos por sociedade. Segundo Jung, todos nós temos alguns desses conjuntos fixados em nosso imaginário desde que somos crianças.

E o objetivo deste artigo é falar dos arquétipos, mas com o foco nas empresas. Afinal, qual é o conjunto de características que a sua empresa representa?

 

Sabe os 4 pontos do desejo que apresentei acima? Então, dentro deles existem 12 arquétipos:

 

Os 3 primeiros podem ser inseridos na categoria da Maestria/Risco. Os participantes desse grupo querem ser lembrados por seus feitos.

1 – O Herói

Lema: “Onde há a vontade, há um caminho!”

Exemplo: Nike, Aceleração de Vendas

2 – O Fora da Lei

Lema: “As regras foram feitas para serem quebradas.”

Exemplo: Harley Davidson, Tesla, Virgin

3 – O Mago

Lema: “Tudo pode acontecer.”

Exemplo: Mastercard, Red Bull

 

A seguir, os 3 arquétipos que pertecem ao grupo da Independência e Autorrealização. Os participantes sentem em comum um grande desejo de buscar o conhecimento, um encontro com o “eu” interno.

4 – O Inocente

Lema: Somos livres para sermos nós mesmos.”

Exemplo: Johnsons, Dove

5 – O Explorador

Lema: “Não levante cercas em meu entorno.”

Exemplo: Levis, Heineken, The North Face

6 – O Sábio

Lema: “A verdade liberta.”

Exemplo: Discovery Channel, Audi

 

Vamos observar os participantes que desejam pertencer a um grupo e fazer parte de algo.

7 – O Bobo da Corte

Lema: “Se eu não posso dançar, não quero fazer parte da sua Revolução.”

Exemplo: Mc Donald’s

8 – A Pessoa Comum

Lema: “Todos os homens e mulheres são criados igualmente.”

Exemplo: Brahma, Hering

9 – O Amante

Lema: “Só tenho olhos para você.”

Exemplo: Chanel

 

Por fim, o grupo que é composto pelos que buscam a estabilidade e o controle.

10 – O Criador

Lema: “Se pode ser imaginado, pode ser criado.”

Exemplo: Disney, Lego, Apple

11 – O Prestativo

Lema: “Ama o próximo como a ti mesmo.”

Exemplo: Buscapé, Trivago, Decolar

12 – O Governante

Lema: “O Poder não é tudo, mas é o que importa.”

Exemplo: Porto Seguro, BMW

 

Gostou deste conteúdo?

Ouça nosso podcast onde falamos com mais profundidade com o especialista Anderson Siqueira, da Consense.

 

Nos encontramos no próximo artigo, ou nas redes sociais.

Felipe Chaya

Fique por dentro
das novidades
Nada de spam por aqui! Muitas notícias, insights, informações e conhecimentos compartilhados sobre o munda das vendas.