Quarentena ou Setentena

5Km,10Km,15Km, 21km ou 42km?

Está demorando mais do que imaginávamos e agora?

As longas jornadas são as que mais ensinam. Há uma célebre frase que diz: O Tempo é o senhor da razão! Gosto dela pois com o tempo nossas verdades são questionadas e temos que reconstruir nossas crenças, especialmente àquelas sobre nós mesmos.

O título acima descreve algumas distâncias de provas de corrida. Listei as mais comuns desde a mais curta de 5 km até uma maratona, prova em que o atleta se desafia a percorrer 42 km. 

Muitos dizem que correr os 42 é fácil, difícil é se preparar para prova e isso tem tudo a ver com tempo e determinação. A preparação de fato é a parte mais complexa, pois é nela que você saberá se terá condições de concluir a prova ou  se terá que abandonar durante o percurso. 

Quero lembrar aqui que o fato de saber que você tem condições não significa que irá terminar, entretanto, sem ter a certeza deste conhecimento o insucesso é garantido.

Porque digo que o treino é mais difícil? Pois em geral, para corredores já com alguma experiência, a fase de preparação dura 16 semanas, ou seja 4 meses de trabalho foco e determinação e não importa se fará a prova de 42 km em 2 horas, no caso do Kipchoge, o homem mais rápido do mundo nesta distância ou em 6 horas para outros mortais. Perceba que o tempo de prova é aproximadamente 0,1% de todo o percurso ou a jornada de preparação.

Temos então 4 meses em que nossa determinação mental, limite físico, limitação de tempo para treinar, eventuais contusões e recuperações, automotivação e confiança são testados, para em apenas 4 horas tudo ser literalmente posto a prova.

Neste tempo a preparação física, alimentar, estratégia de corrida entre outros aspectos testam a sua determinação e serão a base de seu resultado. Passa-se neste período de 4 meses se preparando para 42 km.

Se já entendemos que não é fácil percorrer tal distância passando 99,99% do tempo se preparando, imagina se você treinasse para uma prova de 5km e somente ao chegar perto da linha de chegada fosse avisado que a distância mudou e que agora são 10 km e chegando próximo ao final lhe informarem que seriam 15, depois 21 e somente aí  42 KM. Seria um outro tipo de prova de resistência, não é?

Fiz este comparativo pois sinto que a incerteza que estamos vivendo tem nos gerado o mesmo tipo de sensação acima, de estar correndo sem saber quando iremos finalmente descansar, porém no caso da prova acima você pode desistir e lidar apenas com suas frustrações, no nosso cenário atual não.

No início da pandemia vimos uma pessoas negando e outras desesperadas, depois as pessoas que negavam passaram a aceitar serenamente e as desesperadas a montar seu arsenal de combate (máscaras, litros de álcool em gel e reclusão absoluta).

No mundo corporativo a corrida inicial foi pra preparar o ferramental para atuar de maneira remota, vencer os paradigmas e se adaptar ao novo local de trabalho. Em seguida desta etapa veio a corrida pela performance e a competição pelo número de reuniões que fossem possíveis serem encaixadas nas lacunas antes ocupadas pelo trânsito e os deslocamentos.

Depois desta onda todo mundo cansou e começou a redesenhar sua jornada, ocupando o espaço vazio na sua mente nos horários em que o trânsito fazia esta função. Alguns até estão com saudades dos tempos de deslocamento regenerativo entre reuniões.

Pois é, mas como eu disse acima, o Tempo é o senhor da verdade e agora estamos sendo testados a permanecer neste momento de incertezas por mais tempo. O que eram inicialmente 15 dias viraram 30, depois 45 dias e agora estamos estimados a 70 dias, pelo menos em São Paulo, onde a previsão de término do isolamento social é o dia 30 de Maio. 

Voltando a corrida, ao chegar ao final da prova faltando 1 ou 2km é natural dar uma apertadinha no passo, pois enxergar a linha de chegada é motivador, confesso que iludido pelo fim da quarentena já apertei o passo algumas vezes na esperança de que minha corrida era finalmente de 21 km, mas fomos informados hoje que está mais para 42km.

Confesso que diante de toda esta jornada tenho me mantido ativo e desenvolvido uma série de habilidades, mas agora já não caio mais nessa de dar aquela acelerada, pois estou vendo a linha de chegada, vou manter o ritmo de prova para ultramaratona acima de 70km, rs, e quem sabe a distância desta prova não seja “SÓ” de 42km.

O mais importante é que tudo irá passar, definitivamente não sabemos quando, mas afinal o que serão 6 meses ou 1 ano em uma história de vida de 80,90 ou 100 anos? 

Serão os mesmos 1% do dia da maratona, frente aos 4 meses de preparação.

Esqueça a linha de chegada, ela pode aumentar sua ansiedade. Foque no momento presente observando seus pensamentos, sentimentos e emoções, aproveite para respirar conscientemente.

Não desista dos seus sonhos, mantenha-se ativo, reduza a velocidade e continue a correr.

Ótima “setentena” para todos!

Fique por dentro
das novidades
Nada de spam por aqui! Muitas notícias, insights, informações e conhecimentos compartilhados sobre o munda das vendas.